Demonstrações financeiras: o que são e que tipos existem?

As demonstrações financeiras são os documentos que servem para avaliar a saúde geral e o desempenho de uma empresa. Desde o equilíbrio entre activos e passivos num Balanço, até à relação entre receitas e despesas numa Demonstração de Resultados, estes relatórios contam a história financeira de uma empresa. Neste artigo, exploramos a importância das demonstrações financeiras, analisamos os seus principais componentes e destacamos a forma como influenciam as decisões empresariais.

1. O que são demonstrações financeiras?

As demonstrações financeiras básicas são relatórios contabilísticos que fornecem informações fundamentais sobre a posição financeira, o desempenho e os fluxos de caixa de uma empresa. Estes relatórios são utilizados por investidores, credores, directores e outras partes interessadas para avaliar a saúde financeira e a viabilidade de uma empresa.

2. Tipos de demonstrações financeiras

As demonstrações financeiras básicas mais comuns são as seguintes:

2.1 Balanço

Também conhecido como demonstração da posição financeira, é uma das demonstrações financeiras mais importantes e básicas de uma empresa. O balanço mostra a posição financeira da entidade num momento específico, geralmente no final de um período contabilístico (por exemplo, no final de um trimestre ou no final do ano fiscal).

O balanço apresenta a seguinte equação fundamental: Ativo = Passivo Capital Próprio

  • Ativo: representa os recursos e bens detidos pela empresa. O ativo divide-se em:
    • Ativos circulantes: aqueles que se espera que sejam convertidos em dinheiro ou consumidos no curto prazo.
    • Activos não correntes: são aqueles que são detidos a longo prazo, tais como propriedades, equipamentos e investimentos a longo prazo.
  • Passivo: são as obrigações financeiras e as dívidas da empresa. O passivo também se divide em:
    • Passivo corrente, como as dívidas de curto prazo.
    • Passivo não corrente: como as dívidas a longo prazo, os empréstimos a longo prazo e as obrigações.
  • Capital próprio: também conhecido como capital próprio, representa a diferença entre os activos e os passivos da empresa. É o investimento líquido dos proprietários na empresa e pode incluir acções emitidas, lucros retidos e outros componentes.
  IVA: significado e taxas em vigor em Portugal

O balanço mostra como os recursos da empresa são financiados através da dívida e do capital próprio. Permite aos investidores, credores e outras partes interessadas avaliar a solidez financeira da empresa e a sua capacidade para cumprir as suas obrigações a curto e longo prazo.

demonstrações financeiras

2.2 Demonstração de resultados

A demonstração de resultados, também conhecida como demonstração de lucros e perdas, fornece uma visão das receitas geradas e das despesas incorridas durante um período contabilístico específico, normalmente um trimestre ou um ano fiscal. O principal objetivo da demonstração de resultados é mostrar se a empresa teve lucros ou perdas durante esse período.

A fórmula básica para a demonstração de resultados é a seguinte: Total de Receitas – Total de Despesas = Resultado Líquido (Lucro) ou Prejuízo

  • Receitas: representam o dinheiro que a empresa gerou através das suas operações. As receitas podem provir da venda de bens, da prestação de serviços, de juros obtidos, de dividendos e de outras fontes.
  • Despesas: incluem todos os custos e despesas em que a empresa incorreu na realização das suas operações. As despesas estão divididas em diferentes categorias, como o custo das vendas, as despesas administrativas e as despesas financeiras. Exemplos de despesas são o custo dos materiais, salários e vencimentos, rendas, juros de dívidas, entre outros.

Se o total das receitas for superior ao total das despesas, a empresa obtém um resultado líquido ou lucro. Por outro lado, se o total das despesas for maior do que o total das receitas, a empresa incorre em prejuízo líquido.

2.3 Demonstração dos fluxos de caixa

Fornece informações sobre os fluxos de caixa que entram e saem da empresa durante um período contabilístico. Divide-se em três categorias principais: actividades de exploração, actividades de investimento e actividades de financiamento, e ajuda a avaliar a capacidade da empresa para gerar dinheiro e a sua capacidade para gerir os seus fluxos de caixa.

  Como fazer o encerramento contábil da sua empresa em 10 passos

A demonstração dos fluxos de tesouraria centra-se na forma como os efeitos das actividades de exploração, de investimento e de financiamento afectam a liquidez da empresa.

  • Actividades operacionais: estes fluxos de caixa referem-se às actividades principais da empresa, tais como a venda de bens e serviços. Incluem os recebimentos e pagamentos relativos às receitas e despesas de exploração. Os fluxos de caixa das actividades operacionais podem ser calculados utilizando o método direto (com base no dinheiro) ou o método indireto (com base nos ajustamentos do resultado líquido da demonstração de resultados).
  • Actividades de investimento: estes fluxos de caixa estão associados à aquisição e alienação de activos de longo prazo, tais como propriedades, equipamento, investimentos e empréstimos a terceiros. Os investimentos incluem tanto os activos corpóreos como os activos financeiros. Os fluxos de caixa das actividades de investimento reflectem os pagamentos e recebimentos relacionados com estas transacções.
  • Actividades de financiamento: estes fluxos de caixa referem-se a transacções com proprietários e fornecedores de financiamento, tais como a emissão e a recompra de acções, a contração e o reembolso de empréstimos e o pagamento de dividendos. Os fluxos de caixa das actividades de financiamento reflectem as alterações na estrutura de capital da empresa.

3. Automatização e digitalização dos processos financeiros

As demonstrações financeiras desempenham um papel fundamental na comunicação da saúde financeira e do desempenho de uma empresa. A sua produção implica o tratamento e a análise de uma vasta quantidade de documentação sensível que, se for processada manualmente, pode facilmente incluir erros e imprecisões que podem distorcer os balanços e conduzir a potenciais sanções por incumprimento legal.

A utilização de ferramentas para automatizar e digitalizar a gestão das viagens de negócios e das despesas é uma enorme vantagem, pois permite poupar tempo e custos ao longo de todo o processo. No caso da Tickelia, a nossa solução consegue reduzir até 75% o tempo gasto na elaboração de relatórios, na contabilidade e na liquidação de despesas de negócios.

  Calendário Fiscal 2023 para Empresas

Os empregados podem facilmente preparar e apresentar notas de despesas através do Tickelia para aprovação pelos seus gestores e posterior reembolso. Para digitalizar um recibo ou uma fatura, basta tirar uma fotografia a partir da aplicação Tickelia. A solução extrai todos os dados necessários e cria uma versão digital do talão ou da fatura com a mesma validade legal que o documento original em papel.

Assim, o departamento de contabilidade da empresa tem acesso a informação actualizada em tempo real, o que lhe permite obter relatórios personalizados, facilita a elaboração de demonstrações financeiras e fornece dados que favorecem uma análise mais precisa e ajudam na tomada de decisões estratégicas.

Quer saber mais sobre o Tickelia e como ele pode ajudar a sua empresa? Clique no banner abaixo e faça uma demonstração com a nossa equipe!

Demonstraçao Tickelia

Descobre outros blogs da Tickelia

Tag
Compartilhar
Bea Naveros
Redatora de conteúdo na Inology. Licenciada em Publicidade e Relações Públicas pela Universitat Autònoma de Barcelona.
  • Os posts mais lidos de Contabilidade e Fiscalidade
  • Redes sociais
    Artigos Mais Recentes
    Newsletter
    Os artigos mais
    lidos do Blog
    Demonstração

      Ver condições

      Artigos relacionados

      De acordo com o Código das Sociedades Comerciais, todas as empresas são obrigadas a manter um registo das suas operações económicas e, portanto, a manter

      ...

      Na complexa teia do sistema fiscal e tributário, o termo contribuinte destaca-se como um dos pilares fundamentais. Mas quem são de facto os contribuintes e

      ...

      O número de conta bancária e o IBAN são dois conceitos semelhantes de grande importância no mundo financeiro. Mas qual é a diferença entre o

      ...

      Solicite uma demonstração

        Obtenha o Guia preenchendo este formulario


          Descarregue o nosso Guia para digitalizar as despesas empresariais!

          Descubra como automatizar o processo de gestão de despesas e os seus benefícios com o nosso Guia completamente gratuito.